Site de Poesias

Menu

Palavras fajutas...

Encontrei a minha eternidade no amor,
sentimento forte que faz da morte incapaz.
Encontrei da minha vida o valor,
com o amor segui sem querer voltar atrás.

E não há nada que me faça arrepender
desse infinito nascer do Sol na escuridão,
mesmo que a traiçoeira noite faça doer
de saudades o meu frágil coração.

Pois amor é tocha que faz a chama não apagar,
que estende toda a beleza incontinente;
ele é a força que nos faz querer lutar
em meio à negatividades e descrentes.

Pois amor não é regra, nem normalidade,
nem descrições de palavras fajutas...
Amor nunca é o que se espera ser,
vai além do que um poeta possa escrever.

Compartilhar

Descrevendo o indescritível...

Gabrielle Portella
24/12/2011