NÓ CEGO

NÓ CEGO

 Toda paixão é um nó.

pensei que fosse  laço,

Não consigo mais livrar-me

desse labirinto abraço...

 

Atado fui por teus olhos

selado por teu sorriso,

Hoje só preciso amar

navegar não é preciso...

 

Êta!

Paixão sem Dó

aperta  Nó, faz chorar,

Eu grito,Gemo,Suplico

vem lógo, Vem  amar-rar...

 

Essa paixão não é laço.

Nó cego que dá na gente 

sem pontas pra desmanchar.

maranhados de segredos.

Tyssuname de desejos

Feito a  fuga de uma Ilha

Mas, ninguém foge de lá...

 

 

 

 

 

 

Gil Miranda
© Todos os direitos reservados