Faísca

Eu sou uma pequena faísca dentro de uma fogueira,
As chamas que ardem ao meu redor me sufocam,
Vejo as cinzas que se acumulam no chão,
Sinto o calor percorrendo meu corpo,
Eu sou uma pequena faísca que não se apaga,
Que queima junto às labaredas,
Não sou visto, a luminosidade das chamas
ofuscam o meu brilho, não desisto,
Aguardo minha oportunidade de brilhar,
Mesmo oculto existo.

Cesar Garcez
© Todos os direitos reservados