Calor

Calor

Gotas de suor na pele úmida,lasciva
Esfaimado corpo, liberto em imensa onda,
Calor inundando saboreados desejos
Força que avança sem pudor em tuas dunas e vales.
Fogo sagrado, devaneios de realidade,
Na simplicidade sem fim da ternura,
A natureza do amor supera como um vagalhão de espuma
Vestais sirenas, em sua transparência melíflua...
Calefrios dos voluptuosos pensamentos
Carícia suprema unta a frágil carne despida
No tolo recato da láctea lâmina fluída como a seda
Acolhida entre os nós e amarras que tua nudez aporta
Em salgado leito , fluxo e refluxo do mar...