MENTES E DEMENTES

MENTES E DEMENTES

A sanidade de muitos é a doença de outros!

Não entendo o significado da vida

Quando o significante não valoriza

Um gesto de humildade,

Um gesto de caráter,

Um gesto de bravura,

Um gesto de sinceridade.

Mentes carentes de realidade,

De afetos e de amizade

Tornam-se dementes

Diante de toda a sociedade.

A nobreza de sentimentos

Tão vazia em alguns momentos,

Irradia uma ira constante

Mediante aos outros talentos.

Valorizar o "normal"

Não é para muitos primordial.

A natureza sempre presente

É algo que não se sente.

A busca pelo contraditório

Parece um troféu um tanto ilusório.

Valorizar o abstrato

Para um ser insensato

Não é um simples ato.

Valorizar o concreto

Para um ser que se diz esperto

Não é o certo, mas é um fato.

Cada um com a sua consciência!

Cada qual com a sua demência!...

 

Priscila Brandão
© Todos os direitos reservados