Site de Poesias

Menu

CAMINHADA...

Eu, embora extenuada,
prossigo no percurso 
dessa estrada.
Mesmo estando arfante,
lentamente distancio-me 
do meu início... 
Não sei se longe estou 
do desafio desse percurso;
Mas ultrapassar as barreiras,
faz-me mais inteira.
E por isso,
caminho...
Mesmo a querenar vou navegando 
na trajetória da vida,
frágil e esperançosa!
Ainda que a "sobrecarga" me faça ofegar... 
e eu pareça menos ágil,
a essência do que sou 
permanece em mim.

Nessa caminhada,
eu quero e  preciso aprender a amar!

Compartilhar
Rita Reikki
19/04/2008