Site de Poesias

Menu

Cai e Cai

Cai e cai...
Chuva vai ao chão.
Sem nenhum pudor,
vem e molha este coração.
 
Sim e não...
São respostas lógicas.
Ao que este mundo espera?
Esta mente pondera.
 
Cai e cai...
A saúde desta alma.
Sai sem dizer para onde vai,
vai embora para tirar a calma.
 
Tic e tac...
Já deu a hora.
Devo ir embora?
Espero por mais meia hora!
 
Cai e cai...
O sorriso deste rosto,
agora triste...
Sem gosto.
 
Preto e branco...
Sem sentimento aparente,
me mantenho franco
em dizer que este ser, não mente.
 
Cai e cai...
A lágrima deste rosto.
Por que estou aqui?
Sendo que sou apenas, seu oposto.

 

Compartilhar
Jonathan Cunha
30/03/2011

  • 0 comentários
  • 101 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados
  • Tags: