Amado Meu-

Amado Meu-

 
Ah!  Amado meu por que não entendes este meu sofrer?
Resguarda-me de tal sina e me amparas no teu ser.
Liberta meu peito da face negra deste luar que me faz gemer.
 
Aos teus pés estou desnudando meu amor de donzela.
E na carência do teu corpo, me resguardarei até que voltes.
E enxugarei as lágrimas que do meu rosto jorram
Até que venhas consolar-me na dor.
 

Jaci Leal Santana
© Todos os direitos reservados