Quisera...

Quisera...

 

Quisera eu...
Poder olhar profundamente em teus olhos.
Admirá-los por alguns instantes
E vê-los reluzentes,
observando-me
Como quem admira o mais fino cristal.
Quisera eu...
Poder transitar por tua boca e sexo
Lambuzar-me com o teu gosto
E sem tantos bloqueios,
Sem tantos mistérios
Viajar neste voo lúbrico e avassalador
E aplacar este furor.
Quisera eu...
Poder caminhar ao lado teu.
Repousar no abrigo do abraço teu
Silenciar meu corpo.
Abrandar meus anseios.
E regalar-me com o teu infinito amor.
Ah! Quisera eu tantas outras coisas!
Todavia ,meu solitário coração
Implora-te! Que o deixes amar assim
Pois, já não pode viver sem ti.