Site de Poesias

Menu

Minhas Madrugadas!

São brotos férteis

Numa onda de maturidade

Vagando como sintonias

Na doce forma do pensar...

 

São asas vibrantes e incertas 

Que pousam em mentes nuas

Que vagam à noite como em ruas

Tão lentas e vagass sem medos, suas!

 

Que mostram na doce lembrança

Uma forma única do pensar

Como gaivotas a brilhar ou suar...

 

Em voos sublimes e rádiosos

Em volta desse Universo 

Criador mas sem causar dor!

 

 

 

Compartilhar
Mariana Cordeiro( Maryta)
23/01/2020

  • 0 comentários
  • 19 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados