Site de Poesias

Menu

Minha nega

Numa terra longínqua
Escondia-se a belíssima nega
Com o jeito maranhense
Uma princesa com esperança
De encontrar um príncipe
Um príncipe encantado
Os anos passaram
Percorrendo algumas horas da estrada
Com esperança e paciência
O seu príncipe percorrendo mais horas
Chegou a realizar um encontro inesperado
O maravilhoso encontro
Foi o fruto duma grande paciência
Chegara o dia para um fim feliz
para os dois amorosos

 
 

Compartilhar
Reichenbach
14/02/2017