Encontro de Almas

Encontro de Almas

O mais perfeito sentimento
Desata a união dos corpos suplicados
Nos invisíveis momentos de proteção,
Fazendo do desejo o medo superado.
 
A saudade volta de onde nunca se foi,
Os ares que se inspiram ao conformar
Que o que é único é o fôlego,
Ao se despedir do que passou.

Assim, simples como o sopro,
O ofegante desistir do que significou
Volta a ceder o que não escapou.
 
É a alma implorando para dissipar,
Dentre os votos e promessas,
Encontrando na eternidade nós mesmos.