Site de Poesias

Menu

Vazio Branco

Ruas, avenidas e movimentação
Pessoas com passos escuros sem motivação
Tanto movimento, mas sem nenhuma razão
Aquele trem
Aquele caminho
É mais um vazio?

Nós fazemos coisas sem saber
Respiramos e nem ao menos sabemos o porquê
Não sei você, eu não agüento mais prozac
Eu lamento pela família que tenho

 
Gardenal não me satisfaz mais
A dor aumenta demais
Esta sala branca, essas vestes brancas...
Estarei indo para a luz?
Mas, a luz é para as pessoas que são normais
Branco é a cor da paz
Que aqui não existe mais
 
Acordei
Oh, deixei de fechar os olhos
Quero desejar sair dessa prisão
Escapar dessa camisa de força...
Mas é em vão
Eu estarei condenada a eternidade
Não tem cura ou idade...
 
São apenas lamentos
Sofrimentos inigualáveis
De uma pessoa com problemas mentais
Que acha que viver é demais
E a vida acaba com uma linda corda... Sorridente.

Compartilhar
G Waldorf
26/01/2010