Seduzido

 
Teu sorriso hipnotiza
Atrai, impõe, destina
Seu olhar de fêmea seduz
Comanda meu desejo e ordena
Que te arranque as roupas
Mas que percorra teu corpo
Lento como o passar de horas
Suave, num toque morno
Que te sinta e toque fundo
Com um beijo íntimo e gostoso
E me lambuze no seu mel
Me perfume em teu gozo
E receba como prêmio
Teu sorriso bem maroto
Que ceda ao seu desejo
Que te abra e te cheire
Com sua grutinha preparada
Pra me receber inteiro
Que entre bem devagar
Mesmo sem bater à porta
Para que sintas penetrar
Enquanto te beijo a boca
Que me encaixe no teu corpo
Vestindo-te de volúpia
Que sacie tua sede de fêmea
Que te rasgue e morda a nuca
Que segure seus cabelos
Firmemente te conduza
Na porta do céu te leve
E ao abismo lhe oferte
Te revire ao avesso
Que te peça,  lhe implore
E entre cada vez mais
Misturando nossos poros
Que te deixe muito louca
Indo o mais fundo que possa
Que ouça tua voz rouca
Ordenando-me que goze
E sem conseguir me conter
Entrarei duro e em brasa
Urrando a lhe obedecer
Te inundarei de lava
Te abraçarei bem forte
E ofegante estarei
Aos teu pés, minha Rainha
Esperando servir-te outra vez

Salvador, meu apartamento

André Ferreira
© Todos os direitos reservados