Sem amor

Sem amor

Sem amor


Era uma menina alegre
de repente entristeceu
foi quando o amor chegou
tomou outro rumo
em sua vida, tudo mudou
até o dia escureceu.

Não foi amor, sentimento
confuso, chegou errado,
encontrou a inocência
entregou-se de olhos fechados.

Alguns anos se passaram,
o verdadeiro amor ela sentiu,
ele não existia, morava
na imaginação, iludida, trocava
a tristeza pela flor, a ela dava
nome e cor... intensa paixão
que no coração aprofundou.

Liduina do Nascimento

Desilusão

No jardim

Liduina do Nascimento
© Todos os direitos reservados