O CONDOR PASSA

O CONDOR PASSA

O condor passa e vê tudo
Acima da serrania nevada
Hoje prefere sobejar mudo
Retorna só na madrugada

Já foi pardal que regorjeia
O tempo ornou sua mente
Não mais tolera verborreia
Sabe que farsa é de gente

Em silêncio repara o vento
Avista de longe o alimento
Segue pelas veredas do ar

Agora determina seu lugar
Sem querer ficar amarrado
Refém do distante passado

Marco Antônio Abreu Florentino

Para reflexão sobre as mudanças que o tempo e as experiências de vida nos transformam e os projetos a serem ainda realizados, mesmo na reta final do caminho.

https://youtu.be/eAEDpY-kHGw
(El Condor Pasa - Simon e Garfunkel)

Marco Antônio Abreu Florentino
© Todos os direitos reservados