Marco Antônio Abreu Florentino

Nascido no Rio de Janeiro em 23 de Fevereiro de 1960, cresceu em Curitiba/PR, onde ficou até os 15 anos de idade. Transferido para Belém do Pará, ingressou no curso de medicina da UFPA e iniciou licenciatura em biologia. Em Belém começou a trabalhar como professor de quimica e biologia e entrou para a Caixa Econômica Federal através de concurso público. Após a formatura de médico foi convocado pela Marinha do Brasil para servir em Manaus/AM, embarcando no Navio de Assistência Hospitalar Oswaldo Cruz para atendimento aos ribeirinhos nos diversos rios da Amazônia. Retornou para a Caixa em Fortaleza e logo foi transferido para João Pessoa/PB onde frequentou a graduação em filosofia na UFPB, com passagem rápida pela UFRN em Natal/RN, ingressando como professor de medicina preventiva e social nesta universidade. Volta para Fortaleza para cursar o mestrado em filosofia pela UFC. Atualmente continua morando em Fortaleza trabalhando como pediatra em emergências hospitalares e médico do trabalho em diversas empresas. Desde cedo, em Curitiba, teve interesse pela literatura. Frequentava assíduamente a biblioteca do Colégio Estadual do Paraná, um dos maiores da América Latina e onde cursou o ensino médio. Nesta época leu O SACI de Monteiro Lobato, DOM QUIXOTE de Cernantes, AS VIAGENS DE GULLIVER de Jonathan Swift e VILA DOS CONFINS de Mário Palmério, livros que marcaram sua infância. Em João pessoa começou a escrever contos para concursos literários, sendo o primeiro intitulado FRONTEIRAS DA SOLIDÃO, baseado na experiência das constantes viagens entre João Pessoa e Natal. Após um evento cardiovascular grave (infarto do miocárdio), com parada cardio respiratória prolongada aos 52 anos de idade, passou a se interessar pelo gênero poesia, particularmente os sonetos, com forte influência parnasiana.

"Viva intensamente o momento pois ele é atemporal e portanto efêmero e fugaz. Não pressupõe passado, que é projeção e nem futuro, que é antecipação. O momento simplesmente É."

💬   Fale com o Poeta

🔗   https://[email protected]

Poesias de Marco Antônio Abreu Florentino

Título Data Com.
SUSSURROS 20/07/2021 0
FINAL FELIZ? 19/07/2021 0
FISIOPATOLOGIA DRAMÁTICA 17/07/2021 0
SILÊNCIO 15/07/2021 0
AMOR IMORTAL 14/07/2021 0
A MICROFÍSICA DO PODER 12/07/2021 0
SUPERLATIVO APEDEUTA 10/07/2021 0
TÂNATOS 09/07/2021 0
VENCEDORES E PERDEDORES 07/07/2021 0
CRETINO PESPORRENTE 06/07/2021 0
CORTINAS QUE SE FECHAM 03/07/2021 1
O ENIGMA DO FOGO-CORREDOR 25/06/2021 0
TREVAS DA IGNORÂNCIA 22/06/2021 0
ILUSÕES PERDIDAS 17/06/2021 0
A MORTE NÃO EXISTE 16/06/2021 0
DÈJÁ VU 13/06/2021 0
FOTOGRAFIA 06/06/2021 0
OLÁ... ADEUS 02/06/2021 0
O UIVO DA LOBA 30/05/2021 0
AS QUETRO ESTAÇÕES DA VIDA 25/05/2021 0