Liberdade

Que de tudo que há na vida, seja a liberdade uma das joias mais raras.
Quer seja por dentro, quer seja por fora, precisamos nos libertar dos grilhões,
sejam eles mentais ou materiais.

Que seja necessário ir atrás, com todo esforço, com vontade motivada por um amor maior, que gerará a coragem necessária e imediata.

Que o desapego seja a fonte divina da felicidade, quer seja aqui dentro ou lá fora.

Que seja feito tudo o que ser quer, sem restrições, mas com responsabilidade.

Vida sem liberdade não traz felicidade, apenas se adoece e então se morre, ainda que vivo,
ainda que respirando as dores da tirania extremamente violenta dos homens que, ao explorar outros homens, sem que saibam, também perdem a sua liberdade. Estamos todos presos, sabe lá o que será de nós!

Diego de Andrade
© Todos os direitos reservados