Site de Poesias

Menu

ANHANHONHACANHUVA

"O poeta sórdido está melancólico."
(Carlos Drummond de Andrade e Manuel Bandeira)

A vida põe os pés em um balde de piche
e pula sobre os meus ombros
Os riscos negros
escorrem em meu peito
e minhas costas
tatuando-me com sua marca suja
E eis que me liquidifico
e adentro as entranhas da terra

Compartilhar
Geovani Bohi Goulart
04/01/2020