Site de Poesias

Menu

TEMPOS DE PERDIÇÃO

TEMPOS DE PERDIÇÃO
 
EM DIAS INGLÓRIOS E SOMBRIOS
VAI A HUMANIDADE POR UM FIO
EXULTADA DE TANTO PRESSENTIR
TER TANTOS MALES SEM UM FIM
 
EM DIAS SEM NEHUMA GLÓRIA
PREGA-SE NOS TEMPLOS E RUAS
UMA MENSAGEM SEM VERDADE
UM AMOR QUE NÃO AQUECE
 
EM BELAS TAÇAS DE PRATA
BEBE-SE UM VINHO TURVO
PAGO PELOS INCAUTOS
COM MEDO DA PERDIÇÃO
 
EM OUTROS SALÕES TÃO DOURADOS
CANTA-SE O MANTRA DOS PERDIDOS
DOS TOLOS QUE FORAM DESVIADOS

E QUE NA LUZ NÃO SERÃO MAIS VISTOS

"Não é o lugar em que nos encontramos nem as exterioridades que tornam as pessoas felizes; a felicidade provém do íntimo, daquilo que o ser humano sente dentro de si mesmo” Roselis von Sass – www.graal.org.br

Compartilhar
HSERPA
06/02/2019