Site de Poesias

Menu

nego neguinho negrão

Nego negrão
Caiu no alçapão
Acorrentado por uma ilusão

Nego neguinho
Foi tratado como bicho papão
por querer comer um caroço de feijão

nego negrão
comem sim
junto as traças
que vivem no lixam

nego neguinho
que fizemos?
Para marcarem nossas mães

Nego negrão
Não sei não

Nego neguinho
Que fizeste na cozinha
Derrubas-te a farinha
Ou matas-te a galinha
Para merecer essa tapa
Em vida

Nego negrão
Nos engoliram e mastigaram
Chicotearam e continuam a pisar
Nessa pele escura porem pura

Nego neguinho
Pensaram tu ter pele de espinho
quando tentaram te esvair

nego negrão
meu caro irmão
que foi que fizemos
para continuarem a marcar nossas mãos

Compartilhar
eri torres
19/01/2006