Site de Poesias

Menu

A DROGA DESSE MUNDO!

 
O mundo é um lixo
Estamos incluídos nisso!
Nem tem escapatória!
Estamos todos perdidos!
Vivemos num lixo
Mais ninguém quer ver!
Mas todos vêem
Fazem vistas grossas
Para não limparem a meleca
Que no mundo jogam!
Tantas almas perdidas
Nesse lixo!
Tantas mortes ocorridas
Na droga desta vida!
Como limpar estas fezes?
Nem tem mais solução!
Pena que não posso mudar o mundo sozinha!
Por isso me tranco no meu quarto
Onde ninguém me verá aos prantos...
Enquanto choro pelos humanos.
Sofro sozinha!
Pois ninguém nem liga!
O mundo está perdido!
A carniça contamina.
Mais não posso mudar o mundo sozinha!
Então sozinha continuo no meu quarto...
Nesses dias em que perdem suas vidas
E sozinha choro por essas vidas...

Compartilhar

24/07/2008