Site de Poesias

Menu

Titania e Oberon

Quero, contigo, viver um sonho de uma noite de verão,

No qual o amor romântico seja palpável.

És a rainha de um humilde rei que te serve, assaz amável

E manso, na alegria de a um sentimento nobre estar em servidão!

 

Não olhes para o que sinto como coisa estranha.

Tal qual na mitologia, regeremos fadas e o amor será feérico.

Não existe tempo para quem ama verdadeiramente, é sidérico

O amor de Oberon pela sua rainha Titania!

 

Nenhuma alma mortal pode saber o quando e como

De emoções puras e que são eternas, infinitas...

Tu és aquela que em meu espírito e corpo suscitas

Um desejo imenso, um arranco de paixão... Sentimental assomo!

 

Não julgues que tudo ocorre com tamanha rapidez

E que, perante a sociedade, não durará, não acabará bem...

Há amores que nascem em instantes e vão muito além

Das estrelas, do cosmo, da compreensão, da sensatez...

 

Viveremos como essência este amor cálido e tão puro.

Se sou o rei, és, decerto, a única que anseio para rainha.

Vinculo, sem pestanejar tu'alma à minha

E estaremos para sempre como luzes a quebrar o escuro...

Compartilhar
Thiago da Silva Carbone
18/02/2020