Site de Poesias

Menu

VALE TUDO OU VALE NADA

 

Mineiros, a mineração chegou. 
O dinheiro escorreu. 
Encobriu matas, casas, animais e seres humanos.
Só não encobriu as dores e a vergonha.


Maldito dinheiro!

Maldita Vale!

Quanto vale uma vida?
Quanto vale muitas vidas?
Quanto vale um vale de lágrimas?
Para a Vale não vale nada.

Valei-me DEUS!

Sinto muito! Povo de Minas.

Ogb//.barros

Compartilhar
OSCAR BARROS
26/01/2019