Site de Poesias

Menu

Nuvem de Haicais # Antonio Cabral Filho - Rj

 *
Nos filhos da lua,
jamais se apaga a esperança:
Canto Pataxó.
*
Meu banho de lua:
despedida de solteiro,
dançando twist.
*
Sereias da lua,
ou aquário de São Jorge:
Cabaré dos poetas.
*
De ponga na lua,
turismando entre as galáxias:
Yúri Gagárin.
*
Lagoa dos Patos,
na noite de lua cheia:
Pescaria farta.
*
Na noite 
sem
 lua,

gato pardo nunca vi:
Dois faróis no escuro.
*
Na Faixa de Gaza,
serenatas a Samira:
Nem na lua cheia!
*
Seus uivos caninos
saúdam a lua cheia:
São lobos no cio.
*
Gatos ao luar:
A plenitude do cio
sacode telhados.
*
Hoje é lua cheia:
Lobos lunáticos uivam,
na febre do cio.
*
Serra do Paiol,
faz loas à lua cheia:
Tem tatu na brasa.
*
Reflexos da lua
sobre as águas da lagoa:
Peixes encantados.
*
Sob a luz da lua,
dançam duendes no palco:
Vitória Régia.
*
Clarão do luar:
No olhar tenso da coruja,
dançam velhas bruxas.
*
Menina feliz,
na pesca de lua cheia:
- Peguei namorado.
*
Cio das marés, 
no auge da lua cheia:
Orgia dos astros.
*
Olho as Três Marias:
Crianças brincam de roda,
à luz do luar.
*
Na taça sem mel,
despedida de solteiro:
Lual de noivado.
***

Compartilhar
Antonio Cabral Filho
28/06/2014