Site de Poesias

Menu

Favela

                                                               Favela.
                                                               
 
                 Favela... Nome dado à aglomeração de barracos desordenado.
Tudo fora do lugar, de tijolo, madeira compensado.
 
Não tem ruas largas, mais sim apertadas vielas.
Hoje chamado de vila, comunidade mais eu prefiro favelas.
 
Vitimados pela sociedade, essa gente tão boa.
que em veículos de comunicação, desse engravatado que fala à-toa.
 
Não nasci e nem cresci, dentro de uma favela.
Mais falo com muito orgulho, que já morei em muitas delas.
 
Nunca tive problemas, todos parceiros todos muito amigo.
autoridades nunca me parou, nada nunca aconteceu comigo.
 
Tenho saudades e boas lembranças, da minha favela.
Lá eu tive o meu primeiro amor, e posso morar onde for nunca esquecerei dela.
 
Favelas quanto amor, quanto carinho, quanta felicidade e sonhos, que a dentro delas.
 
Posso hoje ter tudo na vida, carro casas mansão.
Nada substitui a vida feliz que eu tinha, naquele barracão.
 
 
Favela, quando eu chego onde morei, amigos me abraça háaa quanto barulho.
Chama-me pra um churrasco no pagode,
Favela, falo de ti com carinho, amor e muito orgulho...
 
        Estevo Lima.

Compartilhar
Estevo Lima
06/04/2014

  • 0 comentários
  • 43 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados