Site de Poesias

Menu

Affonso Primo

Ao escrever sozinho remeto-me a qualquer tempo e ao tempo atual... do menino que fui e do que não fui até hoje, daqueles que vieram antes e construiram para que eu estivesse aqui. Quanto a escrever, não existe explicação... talvez isto... na maioria das poesias a inspiração vem da inquietude, da dúvida, do questionar-se, o amor no poema pode ou não ter a mulher amada, não importa, o sentimento é e ponto final. nunca me pergunte se fiz para mim, para você ou para alguém, a poesia existe por si só, como a pulsar da respiração ou o nascer do sol enquanto houver vida vai haver poesia, não só aquela feita pelos poetas, existe poesia maior num coração acelerado? ou no sentimento de ganhar ou perder alguém.... aquele que escreve transforma em palavras, aquele que sente transforma no que quer.. o que importa é que no final todos de uma maneira ou de outra estão "encantados"

Poesias de Affonso Primo

Título Data Com. Vis.
Quase Poesia 22/01/2012 0 32