Site de Poesias

Menu

Um dia

Um dia vou estar no topo do mundo a gritar:
Que odeio o mundo, que vivo triste no submundo
Que sinto tanta raiva que só com lágrimas consigo mostrar
Que tenho voz, sei falar e expressar!
Que quando eu morrer quero que você saiba
 
Um dia vou pegar uma faca e cortar os meus pulsos
e com o sangue escrever tudo o que eu sei e só tive coragem
de dizer escrevendo porque a voz me foi tirada…
Vou ver quem lamenta a minha morte
Quem verdadeiramente sentirá a minha falta.
 
Um dia vou tentar viver o que eu tanto previ
Vou fugir da escuridão e ficar onde a luz me pode abrigar
Para uma loucura não cometer…
Cantarei alto os meus sentimentos, direi que fui magoada
Mas sem ressentimentos… vou correr atrás do que tanto procuro
E no passado não voltarei a olhar…
 
Um dia quero concretizar os meus sonhos
Quero poder andar sem ter medo de tropeçar
Quero deixar o odio sem mim, quero me perder
no labirinto da tal dita felicidade…
 
Um dia eu sei que sim, tenho a certeza que as minhas promessas
Se concretizarão, que subirei no topo do mundo, que vou ser ouvida
Que o sofrimento jamais me dominará
Que serei feliz porque quero…
Porque realizei …
Porque sei…
Um dia…
 
 

Compartilhar

Meu quarto.

Arnela (Dark Mind)
07/02/2014