NO SILÊNCIO...

NO SILÊNCIO...

No Silêncio...

No silencio da noite que não passa
Minha'álma sai a procura da tua
O frio é intenso e me trespassa
Um vento que assobia lá na rua

Sozinha converso com a solidão
Que escuta atenta como irmã
Olho o relógio e já é de manhã
Desabafei coisas do meu coração

Respiro lavo o rosto e escovo os cabelos
Por segundos penso diante do espelho
Meus sonhos estão presos em castelos

O sol já acordou e está brilhando
Por ser sábio lhe peço um conselho
Desisto ou continuo sonhando?

♫Carol Carolina

Carol Carolina
© Todos os direitos reservados