Deus e o Diabo lutando por mim

Eu sou a minha alma, a minha alma sou eu
tenho a vida humana e também a de Deus
sou o centro do universo, sou rei, sou plebeu
sou o sentido da vida que as vezes não tem sentido
já conquistei o espaço, mas sou desconhecido
sou o homem, imagem e semelhança de Deus...
tenho a vida mas alimento a morte
me acho forte, viril, destemido, sou valente
mas sei que sou fraco, pequeno, dependente
não sei o que é azar mas nunca encontrei a sorte
conheço alguns mistérios da ciência
mas ainda não sei quem sou eu...

sou razão, sou emoção, sou sentimento
sou vida, sou paz, sou coração,
sou ódio, sou furor, sou paciência
sou pensamento, sou pecado e sou perdão
sou serenidade mas também sou violência
a verdade está em mim mas a mentira me acompanha
sou exemplo, sou modelo, sou espelho
sou um código, sou segredo, sou mistério
sou branco, sou negro, sou amarelo, sou vermelho
sou alegria e também sou muito sério
levo uma vida de vale e também de montanha
se alguém me bate, logo também apanha...

ando na terra com o coração nas alturas
faço tudo certinho mas sempre cometo loucuras
sou impetuoso e as vezes acomodado
me encanto com a natureza e choro com as amarguras
sou muito paciente mas as vezes desesperado
sou muito cortês mas sei também ser um canalha
promovo a paz mas vivo em guerra
ainda assim sou vencedor, merecedor de medalha
pois vivo a vida diária sob violenta batalha
da vida eu apanho e me perco no mundo
sou andarilho mas não sou solitário
nem sempre ajudo os outros mas sou solidário

as vezes sonho em outras tenho pesadelo
me confunde o certo e o errado
as vezes penso ser soberano
nada me assusta mesmo assim tenho medo
as vezes ganho em outras sou derrotado
me sinto um déspota, sim, um tirano
sou rebelde, sou um gênio, sou bandido
sou bom, sou leal, sou ruim, sou traiçoeiro
sou pai, sou ingênuo, sou filho querido
sou livre, sou escravo, sou prisioneiro
sou luz, sou trevas, sou escuridão
mas se precisar de um amigo, estendo a mão...

sou o problema mas eu tenho a solução
sou veneno, sou antídoto, sou aluno, sou professor
tenho tudo na vida mas à vida não dou valor
meu caminho eu decido minha rota eu mesmo traço
sou homem, sou menino, mas não me arrependo do que faço
sigo em frente em meu destino sem saber onde chegar
de onde vim pra onde vou, alguém me pode explicar?
nem pra tudo tenho a resposta muito menos explicação
se o homem está evoluindo, porque mata seu irmão?
sigo a alma inconstante caminho sem direção
me engana o príncipe desse mundo
me faz marionete em suas mãos...

sob o manto da religião, procuro enganar a consciência
em suas veredas me perco procurando um caminho pra alma
me envolvo com ela nos rituais de aparência
onde nem eu mesmo acredito que quanto mais eu me entrego
menos encontro o Cristo
ficando com a alma inconstante sinto-me um corpo sem cabeça,
perdido no universo a vagar
levado pelo vento do destino, confuso, sem nada em que apoiar
sem rumo e a mercê das circunstâncias
onde orgulho e humildade se encontram, bem e mal, certo e errado
todos da mesma fonte emanam e me deixam cheio de ansiedades
e com as mesmas preocupações humanas

vivo entre a cruz e a espada, entre o céu e o inferno
entre a razão e o sentimento, vivo com medo
entre o certo e o incerto não faço o que quero e sim o que destesto
mas vivo cada momento como se fosse eterno
com esperança em um futuro distante sou o pêndulo nessa luta
se indeciso ou confiante o fato é que sempre vivi assim
do éden ao paraíso estou sempre fugindo e a procura de mim
e sei que nunca estive sozinho mesmo que não perceba
o bem e o mal estão dentro de mim
em toda senda percorrida com alma alegre ou abatida
em toda minha história vivida
Deus e o Diabo estão sempre lutando por mim...

...em um momento entre o certo e o errado...entre a razão e a emoção...entre a verdade e a mentira, foi que escrevi...
Zeca Moreira
© Todos os direitos reservados