Site de Poesias

Menu

entre paredes

[Ilustração não carregada]

Encosta a velha porta
ressucita minha alma morta
deitando nessa cama torta
com sua saliva que corta
tira a roupa que te cobre
desfila sua beleza pobre
com ar de moça nobre
deixa a luz baixa
liberta seu fetish da caixa
enquanto meu corpo no seu encaixa

Compartilhar

Modelo fotográfica: Mônica

Rodrigo F. Carniel
17/11/2007