Site de Poesias

Menu

Severino Seixas

Do fim.
Escrevo porque não vejo nenhuma outra alternativa de me expressar sem ser visto.

 

Vou procurar botar alguns textos aleatórios e desconexos mal escritos e mal amados… começando por hoje, começando do FIM.

  • "Quem acha que as palavras machucam, nunca escutou o silêncio."

Poesias de Severino Seixas

Título Data Com. Vis.
Volta Paixão 07/05/2013 1 22
Vamos voar? 30/04/2013 0 18
Descalço 26/04/2013 0 14
Aquela Menina 26/04/2013 0 16
As cinzas de quarta 26/04/2013 0 10
A culpa 26/04/2013 0 10
Tudo e Nada 24/04/2013 1 22
Morno Amor 23/04/2013 0 23
Pimenta de Cheiro 21/04/2013 2 26