Site de Poesias


Amor e Confiança

Amo-te...
Para alguns, simples palavras
Para mim, razão de viver
Confio...
Para alguns nada quer dizer
Para mim, razão de acreditar
(É a razão para amar)
E acredito...que o amor
É parceiro da confiança
Que um não existe sem o outro
E que esse outro, não existe sem o um...
Ah, que dizer de tudo que passei
Que em meu peito agora aperta
Fazendo-me lembrar, que quero esquecer
Não sei porque, mas agora o coração
Talvez tomado pela emoção
Bate dolorido...e eu aqui
De novo escondido...
Para não mostrar que dói de novo
Esse machucado coração...
Só queria poder viver minha vida
Junto com você
Para sempre te ter,
Te amar, te querer...
Mas as surpresas que me revela
Depois que todos já sabem
Faz com que toda a aquarela
Que pinta nosso amor....
Se torne um borrão de cor
Não me deixando distinguir
Aquilo que me faz sorrir
D’aquilo que quero amar...
Não sei quanto vou me machucar
Pois já dói agora
E no meu peito, sem demora
Vai doer como outrora
E as lágrimas novamente vão rolar
Como rolaram nesse instante
Eu só quero te amar
Sem segredos nem mentiras...
Eu só quero compartilhar
Minha vida com você
E que você a compartilhe comigo
Quero mais que namorado
Quero ser melhor amigo
Mas como? Como confio?

A tristeza bateu em minha porta
Estou tentando não abrir
Mas me deixaste falando sozinho
No momento que mais precisava de ti
Quando precisei de teu carinho
Sumiste ...
E eu aqui, triste
Sem saber o que pensar,
Sem ter como contigo falar
Fico sozinho, chorando com meu penar
Talvez pagando todo o preço
Que é te amar (demais)
Desse amor sem fim
(Amo-te, mais do que a mim)
E você, que é todo meu apreço
Que de manhã amanheço
E à noite, adormeço
Me fez chorar....

Compartilhar
Fabrízio Stella
03/12/2006

  • 0 comentários
  • 1537 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados