Site de Poesias

Menu

Céu noturno

Distante firmamento
Onde olho e sinto uma vaga lembrança
Um relapso qualquer, um instante ou momento
Que me faz nunca perder a esperança...

Compartilhar
Augusto Grovermann
13/12/2014