Site de Poesias

Menu

Jean Carlos

Você saberá que é amada

 

Vejo uma gota de orvalho cair sobre duas pétalas de rosa.

Lembro-me da mulher que era melodias tão glamurosas.

Ouço seus gritos tão formosos, desejando que não demore a aurora.

 

No deleito da noite desejo a formura do teu olhar,

Ainda sobre prantos, lágrimas de sangue a rolar.

 

Ainda ouço sua respiração ofegante,

Vejo seus cabelos loiros tão elegantes.

Quero seu amor pra acabar com a dor,

Que você me deixou quando disse, tudo acabou.

 

A que saudades dos teus lábios ardentes,

Lembro-me de quando éramos tão inconsequentes.

A que saudades do seu calor,

Daquele amor que por dentro tinha tanto valor.

 

No meu mundo agora só me resta sonhar,

Para que no futuro eu possa te encontrar.

Uma mulher que me fez descobrir o amor,

E agora só me restou chorar.