Site de Poesias

Menu

Marisa Canalonga

Um papel e um lapis meus eternos companheiros, dos sonhos as fantasias, verdades, poesias eram levadas ao vento. Um micro papel já me servia de inspiraçao. A lua minha eterna companheira, o mar meu acalento, as estrelas meus sonhos, minha essencia minha paixao fizeram de mim uma eterna poeta. Já fiz duetos com minha filha e criamos coisas lindas. Minha realidade minhas 3 filhas, minha essencia o que consegui plantar dentro de cada uma delas, minha felicidade estar viva e lutar para ser feliz sempre.

Poesias de Marisa Canalonga

Título Data Com. Vis.
Jovem adulto 25/07/2008 0 404
Mais uma vez 25/07/2008 0 175