Site de Poesias

Menu

Alfrânio de Brito


ALFRÂNIO GOMES DE BRITO – DADOS BIOGRÁFICOS
 
 
 
Alfrânio Gomes de Brito, nascido no dia 10 de agosto de 1959, em Serra Branca – PB. Filho de Antônio Gomes de Brito Neto, natural de Brejinho - PE no sertão do Pajeú, e Maria do Carmo da Costa Brito, natural de Alagoa Grande no brejo paraibano. Reside atualmente em Campina Grande – PB. Casado com Maria do Socorro Vieira de Brito, natural de Campina grande, com quem teve três filhos: Alline Muriel Vieira de Brito, Áthilla Davidson Vieira de Brito e Ackylles Augustus Vieira de Brito.
É Desenhista na Universidade Estadual da Paraíba – UEPB, onde também cursa Letras. Começou a compor versos ainda no verdor da mocidade, influenciado pelos repentistas e emboladores de coco da sua região – muito embora tenha lido alguns poetas mais aprimorados nas letras, a exemplo de Augusto dos Anjos, Casimiro de Abreu, Tomás Antônio Gonzaga, Castro Alves, entre outros. Todavia, sua grande paixão é pelos versos do cancioneiro popular nordestino: as grandes criações dos repentistas, dos vaqueiros cantadores, emboladores de coco, poetas declamadores, poetas cordelistas, apologistas, etc.
É sempre visto na companhia do poeta popular José Laurentino, de quem se diz ser fã incondicional, e com quem firmara parceria, declamando em algumas cantorias de repente e eventos afins. Publicou alguns trabalhos em parceria com o poeta cordelista Manoel Monteiro – membro da Academia Brasileira de Literatura de Cordel (ABLC), e expõe seus poemas, sonetos e cordéis no seu blog: http://alfrapoemas.blogspot.com/, sempre aberto a quem se interessar possa pelos seus trabalhos.
 

  • "Passaste nas nossas vidas/Outros também passarão/Nas subidas e descidas/Só teus rastros ficarão."

Poesias de Alfrânio de Brito

Título Data Com. Vis.
JACKSON DO PANDEIRO 07/06/2019 0 35
Mote: "O que a vida nos doa também toma..." 03/03/2016 1 63
Mote: "Dos arquivos do meu cotidiano..." 03/03/2016 0 62
Mote: "O sol avista abismado..." 03/03/2016 0 87
Existe um pomar contido 03/03/2016 0 65
OUTRA ESTROFE 03/08/2010 0 534
O CORDEL 14/05/2010 0 8141
PRO NORDESTE IR AO MUNDO SÓ PRECISA / DO REPENTE, A VIOLA E UM CANTADOR 06/10/2009 1 1616
UMA ESTROFE 18/09/2009 0 320
A DISCUSSÃO DO ENSINO ANTIGO COM O ENSINO MODERNO 17/09/2009 0 4672
SOLIDÃO 17/09/2009 0 454
Revolta 17/09/2009 0 182
QUANTAS VEZES SAÍ PRA DIZER NÃO / E A CORAGEM FALTANDO EU DISSE SIM. 17/09/2009 0 270
Coisas da vida... 17/09/2009 0 289
MEU GRANDE AMIGO JOSÉ 25/08/2009 1 415
MEU AMIGO DE INFÂNCIA I 03/08/2009 0 1590
QUATRO ESTROFES PRA MAMÃE 15/07/2009 0 1032
AMARGURA 16/05/2009 0 145
Doce orvalho... 16/05/2009 1 443
SÓ DEUS SABE O QUE EU SINTO QUANDO A VEJO DOENTE! 11/05/2009 2 154