celia bastos


Imperatriz do Mundo

 
Amei um dia com todo o meu coração
Amei tanto que me perdi para sempre
Num mar de tristeza e desilusão,
Onde se afoga minha alma doente.
 
Vêm-me lágrimas aos olhos cansados
De tanto andarem por esse mundo perdidos
Amaram tantos que nunca mais foram encontrados
Pelos teus, e ficaram apenas sonhos esquecidos.
 
Foi há tanto tempo e nunca mais voltei a amar
Amor intenso, doce e profundo,
Mas passo os dias e as noites a chorar,
E eu, que fui Imperatriz do mundo.

"estranha estrada, estrada estranha da vida por onde passo a sonhar"

💬   celiabastos_21@hotmail.com

Poesias de celia bastos

Título Data Com.
Todo o meu mundo 03/11/2021 0
NOITE 01/08/2021 0
QUEM SOU 28/07/2021 0
QUANDO TU CHEGAVAS 27/07/2021 0
E tudo o que não fui 08/07/2021 0
Sonho e treva 16/06/2021 0
Sem amor, o que da vida seria 14/05/2021 0
Naquela noite de luar 14/05/2021 0
estranho 04/09/2018 0
alma vazia 26/03/2018 0
se eu pudesse falar 27/03/2017 1
sombras da lua 26/11/2015 3
amor 01/05/2015 0
Sonhos de infancia 21/04/2015 1
Esparso 19/10/2014 0
Doí-me desesperadamente o coração 19/10/2014 0
em todas as ruas te procuro amor 11/08/2014 0
pensamento 24/07/2014 0
ando à procura, 06/07/2014 0
Triste sou, triste passo, triste sigo 17/06/2014 0