Site de Poesias

Menu

SEMPRE ESCONDI!

                                                                                    SEMPRE ESCONDI!
 
 
 
Eu sempre escondi
Os meus sonhos e ilusões
Dos sábios e entendidos
Daqueles que foram reconhecidos
Em estudos e tratados!
Eu nunca ouvi, nem aprendi
As moções e os elogios ensinados!
  
Eram minhas as razões
Deles a fanfarronice,
As mentes delirantes,
A tosca sapiência!
Eu só ouço a minha interioridade,
A voz que clama dentro de mim!
Se não fosse assim,
Eu estudaria nos mesmos livros
Sem tempo nem idade!
 
Eu olho a cidade
Como um ciclope vê o mundo
Que por mais escondido e profundo
Sempre encontra a verdade!
O que me dizem, é mentira
São quereres e afirmações 
De mentes procurando ilusões,
Agarrados a predições,
Atados a eloquências,
Aos estudos enganosos!
 
 Eu sonhei
Que meus poemas
Eram cantados e amados
Por todos os corações!
Havia ciência e sentimento
A transmitir às gerações!
Qual quê¿ coisas sem fundamento,
Conversa fiada e sem razão
Mas foram morte e injustiça
As que se renegaram de mim!
 
Ezequiel Francisco 23/02/2014
 
 

Compartilhar
Ezequiel Francisco
27/02/2014

  • 1 comentário
  • 171 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados