Site de Poesias

Menu

Meteoros

[Ilustração não carregada]


Um dia observei a vida
As pessoas
Suas orbitas
A velocidade com que trafegam
E como interferem em outras vidas
 
É interessante
Meteoros que passam
Algumas vezes desapercebidos
Outras vezes, esperados
E outras, indesejados
 
Quando em rota de colisão
Com vidas em suas órbitas
Muitas vezes tão simples
Mas em rota de colisão
 
Quantos rostos
Milhares de pessoas
Indo e vindo
Cometas que se cruzam
Algumas vezes se tocam e desaparecem
 
Quantos rostos!
Milhares de pessoas indo e vindo!
Cometas que se cruzam
E que na grande maioria das vezes, nem são lembrados
 
E seguimos a vida
Em nossas orbitas
Em muitas vezes orbitas tão simples

Mas, algumas vezes em rota de colisão

 

Compartilhar

Somos como milhares de meteoros que se cruzam a cada instante, milhares de rostos em suas preocupações, em seus lábios que por tantas vezes mau respondem um bom dia... Cometas que seguem por seu caminho, por quanto não estão em rota de colisão... (Infelizmente a rota de colisão é o que vemos constantemente em nosso dia a dia, vidas destruindo vidas) Escrito em 25 de Dezembro, 2013, as 13.00hrs, S

Will Aflagal
12/01/2014