Site de Poesias

Menu

Teoremas, cigarros e vinho barato.

O inferno de tua glória me tira o sono das noites

E memórias me pulsam 

Como sangue febril. 

Ninguém nunca me contou que seria tão difícil

Não seguir teus passos. 

Não me disseram da tristeza que é

Perder o que você me fez sentir

Tão única

Tão ímpar

Tão fundamentalmente importante.

 

Na minha cabeça

Você vai e vem tão depressa 

Que meu café nem esfria.

Na minha cabeça

Nem os teoremas

Nem os cigarros

Nem os porres de vinho barato

Soam bem. 

Compartilhar
Nênia
03/01/2014