Site de Poesias

Menu

PASSARINHO

"UM DIA ME PEGUEI OLHANDO PELA JANELA,E SEM EXPLICAÇÃO, SENTIA UM APERTO NO PEITO; ESTRANHAMENTE NÃO HAVIA NADA DE ERRADO ALI, SOMENTE UMA GAIOLA E UMA PÁSSARO!! MAS COMO UM PÁSSARINHO, PRESO NUMA GAIOLA,SEM ESPAÇO PARA FAZER O QUE MAIS AMAVA (VOAR), EU ME SENTIA, PORÉM COMECEI A OBSERVÁ-LO INTENSAMENTE; FOI ENTÃO QUE BATEU UM VENTO TÃO FORTE QUE ABRIU AQUELA PORTINHA, E O PASSARINHO OLHOU COM MEDO, POR CAUSA DA FEROCIDADE DO VENTO, E COGITOU NÃO IR, MAS QUANDO AQUELE VENTO SE FOI E PREVALECEU A CALMARIA, ELE NÃO MAIS TEMEU E SEM PENSAR MAIS, ELE SE PREPAROU, PEGOU FÔLEGO E VOOU, MAS VOOU TÃO RÁPIDO E ALTO QUE LOGO JÁ NÃO CONSEGUIA MAIS VÊ-LO, E ENTÃO EU PUDE COMPREENDER O QUE HAVIA DENTRO DE MIM..."

Compartilhar
Karine Adriene
02/01/2014

  • 0 comentários
  • 76 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados