Site de Poesias

Menu

Comentários da Poesia "Eu sinto inveja de vocês, verdadeiros poetas."

de BRUNO

Gostaria de deixar seu comentário?

Comentários

ATENÇÃO: Os comentários aqui registrados não representam a opinião da equipe do Site de Poesias, nem mesmo recebem o seu aval. A responsabilidade pelo conteúdo dos comentários é inteiramente do autor dos mesmos. Ao poeta é reservado o direito de remover os comentários de seus poemas, quando achar por bem fazê-lo.


Eu também sinto inveja.
Muita pretensão minha querer ser uma poetisa, o que eu faço na maioria das vezes é desabafo.
Como gosto muito de ler ousei escrever alguma coisa, mas não nem talento nem inspiração.

Bruno você é uma Alma que tem um Corpo. Sua sensibilidade é percebível por todos através de suas palavras, Mesmos os grande poetas conviveram com momentos estes que você descreveu.
Definitivamente eu sei que poeta, eu não sou
mas, amo a poesia e tenho "um que" da alma dos poetas...
Abraços e saudades
Madalena

Amigo, agora que vi seu texto.
Você escreveu tão poeticamente os momentos que todos nós temos... Eu também me sinto assim, mas nunca soube traduzir.
Amo o que vc escreve, seja em prosa, seja texto, seja poema, você tem o dom!
Abraços de sua amiga!

Poesia é sentimento, é emoção, não é ação. Eu já passei mais de dez anos sem escrever poesias que nem se comparam as suas. O condor passa, pousa, voa e volta.
Parabéns pelo poeta que você é e como você existem pouquíssimos nesse site.

EU vejo a Poesia nas palavras.
SINTO que tu tens a alma sensível!
INVEJA não é algo admissível
DE ver em, ti, poeta em muitas lavras!
VOCÊS que também leem esse vate
VERDADEIROS são seus versos nobres?
POETAS bons assim são muito raros...

Caro Bruno, também eu me encontro em situação parecida. No meu caso, estou numa fase em que nada que escrevo me parece sofrivelmente razoável para que eu me anime a postar neste nosso espaço poético. Para me animar chamo isto de amadurecimento, início de uma autocrítica que no final me ajudará a escrever melhor. Ou não ... como costuma dizer o Caetano.

Caro poeta um dia nós nos lembraremos de uma sala virtual, um lugar onde fizemos amigos e que foi muito rico nas criações poéticas. Penso que o nobre poeta esta subestimando a sua capacidade de poetar, mesmo que isso lhe seja algo de pouco interesse. Se olharmos para traz podemos ver lindos textos construídos pelo querido amigo, portanto não posso conceber a ideia de ficar sem seus versos. Temos que aprender a conviver com a rudeza da vida, temos que aprender a conviver com a vida, aquela que nos traz as melhores pessoas, que mesmo não estando em estado de graça sempre tem algo de bom para oferecer. Caro amigo fique na paz e não se esqueça que os seus amigos estarão sempre ansiosos pelos seus escritos. Abraços fraternos.

J.A.Botacini.

Zezinho.

Até na ausência da poesia você é um grande poeta
Você faz poesia com a poesia
Eu tenho inveja da tua alma poética
A tua poesia mais triste é no teu silencio
E no teu silencio que me perco me encontro
Todas as vezes eu te conto
Que tua poesia é mais doce
Na tua alma longe na tua inspiração
Não tem desencontro

rs acho que escrevi bobagem
Nem você vai entender
O que minha alma quis dizer
Mas um anjo vai te dizer
O que eu não soube dizer...

muito obrigado pelo comentário do meu CADÁVER
é difícil alguém comentar do medo que á
de encontrar nesse cadáver rs
até eu tive medo de escrever
mas esse é meu cadáver
todos vão ver
Só não sei quando vai ser
sabe tu me dizer?

Saudades de você sempre

Poetisa meia maluca
escreve o que vem da alma
se não eu não aguento...


É como diz a música " Vento no Litoral " de Renato Russo :

" Vai ser difícil sem você, porque você está comigo o tempo todo..."

Que isso Bruno, você escreveu coisas fantásticas e além disso faz comentários e textos relevantes, faz a gente refletir e compartilha seus sentimentos o tempo todo. Todo mundo tem essas fases de " improdução ". Força sempre irmão !

Voltar à poesia