O fim da água

O que fizeram contigo?
As pessoas já não pensam
No prazer, apenas querem
Água

A fácil destruição
Tornou dificil a recuperação
Um povo acostumado a poluir
Agora está aprendendo a força
O valor da água

Ninguém mais bebe nada
Não há mais vestigios líquidos
Muito menos belas moças
Porque estão magras,
Desnutridas e acabadas

O desperdício foi grande, um dia
Mas hoje sentimos
O peso

Os poetas escrevem bonito
Para ver se as pessoas se divertem um pouco
Mas nem isso é capaz
Todos estão aflitos...


 
 
12/10/2013

Matheus Luzi
© Todos os direitos reservados