Site de Poesias

Menu

Criança esperança

A esperança desta pátria,
que, até hoje,
não se reconheceu
tão linda e potente,
está depositada
aos pés do Senhor,
de olhos fixos em você,
criança;
abandonada, discriminada,
sofrida, analfabeta e sozinha,
levante-se do chão,
ao desalento,
desfralde a bandeira
desta nação,
corra todos os riscos
para que o idoso
de sua geração,
não fique suplicando,
sem alento,
na porta dos hospitais,
sem voz,
o socorro que não chegou
a tempo  para nós....
Por favor,
faça melhor do que
seus avós,
seus pais,
ame profundamente
esta terra,
pode-se
promover a  paz,
em qualquer idade,
não permita
que a corrupção
ganhe esta guerra
e saia na frente
altaneira e resoluta,
como se fosse
uma virtude
a impunidade.
 
 
Ivone Boechat

Compartilhar
Ivone Boechat
08/10/2013

  • 0 comentários
  • 68 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados