Site de Poesias

Menu

ÁGUA LEVE.

Leve é a poeira que voa, formando areias nas dunas
indo em qualquer direção sem rota sem rumo.

Leve é o giro das aves, livres sem leis e sem donos
leve é o toque da harpa que embala as flores no sono.

Leve é as águas cantantes lavando as pedras do rio,
Leve é o canto das lavadeiras com a voz trémulas de frio.

Leve e vazia é a voz do vento que rouba o som das palavras
dos versos dos poetas pelos bares da cidades.


leve é o choro da lua alva como cristal,
tem pena de quem tem saudades e vivem suspirando seus ais!

Leve é a poeira, os pássaros, a harpa, a água, o canto, o vento, a lua, leve breve...
Cristiane Coradi.

Compartilhar

Mais um ano que se vai, hei de ter somado mais um dia...
Acho que essa melancolia vem de longos invernos vividos
de longas tardes de domingo entediantes feitos páginas em branco.

cris coradi
08/10/2013

  • 4 comentários
  • 247 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados