AMARGO GOSTO

 

A saudade tem amargo gosto...

 lentamente o tempo que me resta

Só essa lembrança me empresta:

A angélica beleza do teu rosto!

O meu desgosto...

Amargo gosto da verdade

É porque essa saudade

É saudade do seu rosto!

 

 

 

 

 

Carlos Cintra
© Todos os direitos reservados