Site de Poesias

Menu

Brasil Criminal

[Ilustração não carregada]


 
 
“Deitado eternamente em berço esplêndido,
Ao som do mar e à luz do céu profundo,
Fulguras, ó Brasil, florão da América,
Iluminado ao sol do Novo Mundo!”.
(Joaquim Osório Duque Estrada)


Joaquim Osório Duque Estrada ( compositor da letra do Hino Nacional Brasileiro ), nasceu em Paty do Alferes cidade carioca no dia 29 de abril de 1870 e faleceu no Rio de Janeiro, 5 de fevereiro de 1927.

Foi um poeta, crítico literário, professor e ensaísta brasileiro.

Brasil, de todos bairros e cidades sitiadas pelo crime

No Brasil, toda cidade
Vive em clima de cidade sitiada
E, em todo coração e olhar a ansiedade
Com o poder letal da criminalidade,
Amparada por Leis caducas de impunidade.

Bolsões de miséria e violencia
São mantidos discretamente por governos,
Que por corrupção ou proposital incompetencia
Gera tais climas de caos e desgovernos.

De modo que pouco importa
Para qualquer marginal idiota
Que arma deverá usar,
Se um revólver prá roubar e matar
Ou uma caneta para Leis sórdidas assinar
Para ainda mais ferrar ao cidadão,
Agradecendo pelo seu voto na última eleição

Patrício Franco
Messejana – Fortal – Brasil
12/06/2013
11:57


Trilha Sonora do Poema - Linkin Park - Shadow of The Day

http://youtu.be/n1PCW0C1aiM

Compartilhar

Messejana - Fortal - Brazil

Patricio Franco
13/06/2013