Site de Poesias

Menu

I Carta a Deus Pai

Deus o Senhor me conhece
Sou aquele mero poeta
Aquele das palavras inquietas.
Hoje, sem usar muitas metáforas
Sem nenhuma mensagem oculta
Ou palavra de alto vocabulário,
Hoje, quero Lhe falar na simplcidade
Quero Lhe falar ao ouvido.

Deus...
Tem havido muito choro lá fora
A pobreza tem se alastrado a cada dia.
Enquanto algumas pessoas guardam suas riquezas
Outras morrem na pobreza.
O sonho de uma humanidade em paz morreu
Não se reconhece mais o ser humano
O homem está matando a ele próprio.
Não quero ser um projeto falido Senhor.

O mundo está em guerra
A guerra da ganância em busca da riqueza
"Enriquecer a cada dia", esse tem sido o lema.
Ë triste ver milhões de pessoas lutando contra a depressão
Quando deveriam estar amando e sendo feliz
Ë triste saber que uma criança morreu aqui do lado.
Onde está Senhor o homem feito a sua imagem?
Senhor nós estamos nos destruindo e destruindo a sua criação.
Sim pois o mundo físico também está caindo
A terra está abalada e piorando a cada dia
Em guerras, terremotos, vulcões, tempestades....

Aprendi um dia que o Senhor nos deu o livre arbitrio
Mas Senhor isto está nos matando
Nos corroendo por fora e por dentro
Senhor interfira antes que seja tarde.
O homem não pode mais cuidar de si próprio
Ele está desorientado, desnorteado.
Ele tem sido chamado pelo demônio pelo próprio nome
E tem atendido com sinceros cumprimentos.
O homem tem sido enganado por aquele que Lhe odeia.
Meu Deus não permita, por favor.

Senhor...
O mundo está jogado na podridão,
Das ruas violentas e sanguinarias,
da prostituição infantil
Das crianças que nem se quer tem um lar.
Milhões morrem de fome
Por não ter nem se quer o necessário a sobrivência
Enquanto outros morrem de indigestão
Fartam até os seus cachorros
Enquanto um ser humano morre na porta da sua casa.


Senhor....
Ouvi dizer que o mundo está perdido
Que os tempos estão ruins
Que as coisas não tem mais volta
Há muitas guerras e mortes.
Um homem disse na tv que é culpa sua,
Ou melhor: castigo Seu.
Mas eu não acredito...
Não creio nisso...
Não acredito que o Senhor nos castigaria
Nem mesmo creio que um dia nos abandonou
Pois um dia o Senhor me esnsinou
Que eu poderia chamar-lhe de Pai.

Compartilhar
Thiago Rodrigues dos Santos
14/01/2006