Site de Poesias

Menu

Translúcido

 
Na vastidão do céu, um sonho vaga em cor
Dos olhos que brilham, um amanhã decorado
Liberto do cotidiano de um retrato incolor
Imortal em qualquer credo único e elevado
 
Uma noite pura e aluada, ausente de pudor
Esperança de um sonho livre e acordado
Quando as imagens reais, toda jura é amor
Preso no interior do coração que apertado
 
O vazio é o tempo do presente que ausente
Um sentir é diferente, caindo em evidência
Pensar que se diverge, de toda uma corrente
 
A paixão que eterna, o por vir é consciente
Em que as flores na beleza, exalam a existência
Das almas que enamoram, uma vida plenamente

 

 

Compartilhar
Murilo Celani Servo
22/05/2013